quinta-feira, 5 de janeiro de 2017

Gostaria que alcançasse a "remontada"!...


REGABOFE

«Já várias vezes me insurgi contra aquilo que, desde há muito, se tornou um verdadeiro passatempo para os amantes do futebol em Portugal: falar mal dos árbitros. Do simples adepto que gosta de opiniar sobre um dos temas prediletos nos cafés e barbearias até às dezenas de opinadores – percebendo muito, pouco ou rigorosamente nada do assunto – com assento regular nas televisões... é sempre a andar. Basta o clube do coração não ganhar e eis que a explicação para o deslize surge de forma automática.

Esta nacional tendência apanha também dirigentes, treinadores e até jogadores que, por razões várias, não hesitam em ‘sacudir a água do capote’. E bem os entendo: afinal de contas, é sempre mais fácil responsabilizar os homens do apito do que ter de analisar erros próprios, alguns dos quais bastante evidentes.

Mas, convenhamos, também não se pode ignorar o óbvio. E nos três primeiros jogos dos grandes em 2017, em duelos referentes à Taça CTT, a quantidade (e gravidade) dos erros protagonizados pelas equipas de arbitragem ultrapassou o razoável, sendo de destacar a forma inusitada como o portista Danilo foi expulso em Moreira de Cónegos, assim como Rui Oliveira ‘viu’ um penálti de Coates, ontem, no derradeiro lance do V. Setúbal-Sporting.

Com erros tão graves, são os próprios árbitros que acabam por contribuir para este contínuo regabofe. Para defesa dos que têm qualidade... talvez seja hora de afastar quem não tem jeito para isto. Seja profissional ou não...»
(Luís Avelâs, Olhos de ver, in Record)


Já lá irão alguns anos que sustentei uma civilizada polémica com Luís Avelãs em torno do palavrão "remontada" que ele havia utilizado numa qualquer crónica sobre um jogo em que um dos clubes presentes, depois de estar a perder por dois ou três golos de diferença, viria a alcançar a vitória faltariam apenas uns escassos segundos para o final. O assunto acabou por morrer pacificamente, creio que por desistência mútua, talvez com ambos a reconhecermos os argumentos contrários, sem no entanto o admitirmos explicitamente...

E cada um foi à sua vida, sendo que voltei a trazê-lo aqui em 2012 (LINK1) e, mais tarde, em 2015 (LINK2), para de novo lhe recusar aplausos que o tempo acabaria por demonstrar escusados.

Desta vez e com a sua crónica de hoje publicada pelo Record, intitulada "Regabofe", entendi dispensar-lhe, finalmente, o meu aplauso. Pelas minhas contas, LA terá conseguido reduzir o resultado desta nossa "disputa" para 3-1. Conseguirá surpreender-me?!...

Sob minha palavra, gostaria que alcançasse a "remontada"!...

Leoninamente,
Até à próxima

1 comentário:

  1. Pois Pois... Não fosse o 'inusitado' e, acrescento eu, INENARRÁVEL erro (do pior que me lembro de ter visto) com Danilo e, uma vez mais, os calimeros seríamos nós... SEMPRE NÓS, os que não sabemos perder, os que estamos sempre a ver fantasmas... Pouis, Pois... "...e a caravana passa" e no domingo...!!! Querem apostar quem vai voltar a ser o, único, patinho feio...??? (até 4 de Março não espero nada de bom...)

    Enquanto isso os 'ditos' vão ladrando ao sabor dos seus interesses... Porque MUDAR ALGUMA COISA...!!?? Deixa-te lá disso que o pão tá caro...

    p.s. Pelo menos o Adrien já deixou cair, parte, do politicamente correto Like

    SAUDAÇÕES LEONINAS

    ResponderEliminar

PUBLICIDADE